AR LIVRE

A Regra dos "três".

Muitos começariam por explicar os 7 elementos básicos da vida ao ar livre, mas nós gostaríamos de explicar a regra dos "três" em primeiro lugar por ser a base para se conseguir estabelecer prioridades quanto a esses 7 elementos básicos.

O ser humano consegue em média, e antes de irremediavelmente perder funções vitais de forma permanente ou de perder a sua própria vida, subsistir a:

3 MINUTOS sem óxigénio (ou com uma ferida por estancar que sangre profusamante -  p.e. rutura arterial).

3 HORAS exposto aos elementos naturais: frio, calor, chuva, neve...

3 DIAS sem água

3 SEMANAS sem comida

 

Tudo isto dependendo do terreno, da sua condição física, e da sua habilidade para a vida ao ar livre.

Os 7 elementos básicos da vida ao Ar Livre

Os sete elementos que vamos agora referir são divididos em dois Grupos que podem ser variados conforme a necessidade da Regra dos Três ditar.

F - Fogo

A - Abrigo

C - Comida

A - Água

Este é o primeiro grupo, chamado também das NECESSIDADES VITAIS. Propositadamente não se seguiu a ordem de prioridades para criar a menemónica fácil de decorar que é FACA.

FOGO e ABRIGO estão intimamente ligados. Se o abrigo nos protege dos elementos, o fogo é essencial para nos sentirmos melhor nesse abrigo, e permite realizar uma quantidade de tarefas essenciais à vida ao ar livre, como ferver água para a purificar, cozinhar e sinalizar, para além de levantar a moral.

A necessidade seguinte é a ÁGUA. Se podemos resistir 3 horas sem abrigo, sem água podemos resistir 3 dias, logo trata-se da prioridade seguinte, e por último a COMIDA. Se estas necessidades estiverem supridas conseguiremos ultrapassar a primeira noite, que é onde se dão os principais acidentes mortais ao ar livre.

 

As TRÊS restantes necessidades, de elevada importância formam o grupo das NECESSIDADES ACESSÓRIAS e são:

P - Primeiros Socorros

O -Orientação

S - Sinalização

 

São necessidades consideradas acessórias apenas do ponto de vista esquemático, isto porque, enquanto é genericamente aceite que as 4 iniciais são imprescíndiveis, não é consensual que as 3 últimas o sejam. Isto é, podem não ser vitais.

Como se disse acima na Regra dos Três, o corpo humano morre em três minutos no caso de sofrer uma ferida profunda em que haja profusa perda de sangue. Parece lógico que os Primeiros Socorros, numa situação dessas, passaram a ser uma NECESSIDADE VITAL (e concerteza estará no topo dessa lista).

Ora estas necessidades vitais implicam alguns conhecimentos que podes aprender nos Escoteiros.

Ensinamos-te a fazer FOGO, e a controlá-lo, o mesmo se passa com a realização de ABRIGOS, a procura, purificação e racionamento da ÁGUA, e a busca de COMIDA, PRIMEIROS SOCORROS, ORIENTAÇÃO e SINALIZAÇÃO.

Vem aprender connosco.

Os Três Melhores Amigos de um Escoteiro

À parte dos 3 artigos do Compromisso de Honra, que todos conhecem, existem 3 peças de material que o Escoteiro deve conhecer, dominar e possuir.

1 - A FACA ou CANIVETE

2 - MEIO DE FAZER FOGO

3 - ESTOJO DE PRIMEIROS SOCORROS

Esta lista pode crescer, mas estas três ferramentas devem andar sempre contigo (ou seja não dentro da mochila) sempre que sais para o AR LIVRE.

A FACA

A faca ou canivete do Escoteiro é a sua principal ferramenta. É a mãe de todas as ferramentas de qualquer amante da Vida ao Ar Livre. É quase unânime que a sobrevivência e as artes do mato são impossíveis (ou com grandes probabilidades de insucesso) sem uma faca. Com ela é possível cortar lenha, fazer fogo, construir um abrigo, arranjar água, e arranjar comida (ou fazer instrumentos que a permitem arranjar). Como tal ensinamos-te tudo o que há a saber sobre ela. Desde a SEGURANÇA até à MANUTENÇÃO.

MEIOS PARA FAZER FOGO

A melhor maneira de fazer fogo é ter com que provocar a ignição. Fósforos, isqueiros, pederneiras, firesteels. E alguma forma ou material para iniciar a combustão, vulgo ACENDALHAS.

A urgência de fazer fogo é algo que não se deve desprezar nem negligenciar. É de extrema importância que todos dominem a forma de conseguir fazer fogo em variadas circunstâncias, condições climatéricas, e acesso a materiais. A vida de outra pessoa ou a tua dependem disso.

 

ESTOJO DE PRIMEIROS SOCORROS

Os melhores Estojos de Primeiros Socorros, não são aqueles que se compram feitos, mas aqueles que nós próprios fazemos. E aqui referimo-nos ao que lá vem dentro. Mas o importante é que devem conter alguns objectos que não estão relacionados com os Primeiros Socorros propriamente ditos, mas podem salvar-te a vida, ou melhorar substancialmente a tua qualidade de vida ao Ar Livre.

Gosto de referir três:

1 - Fio dental - Serve para amarrações e suturas (porque é asséptico)

2 - Preservativo - É um excelente contentor para água, de reduzidas dimensões e de elevada capacidade

3 - Folha de Alumínio - Permite fazer um contentor para ferver água, cozinhar, e sinalizar.

Podiamos juntar muitos mais elementos, dos quais destacamos:

Anzóis, que com o fio dental podem fazer de linha de pesca

Manta de sobrevivência

Apito

Pequena bússula

Elásticos

etc.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now